Tecnologias do Pré-sal

Produção de petróleo e gás natural em março

FPSO_Angra

Nossa produção total de petróleo e gás natural em março foi de 2,74 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,61 milhões boed produzidos no Brasil e 130 mil boed no exterior.

A produção média de petróleo no país foi de 2,12 milhões de barris por dia (bpd), volume 3% inferior ao de fevereiro. Esse resultado se deve, principalmente, às paradas para manutenção do FPSO Cidade de Angra dos Reis, localizado no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, e da P-37, no campo de Marlim, na Bacia de Campos.

Em março, a produção de gás natural no Brasil, excluído o volume liquefeito, foi de 77,7 milhões de m³/d, 3% abaixo do mês anterior, devido às paradas mencionadas.

Produção do pré-sal


Em março, a produção de petróleo e gás natural operada por nós (parcela própria e dos parceiros), na camada pré-sal, foi de 1,50 milhão de boed, 2% inferior ao mês anterior, devido à parada do FPSO Cidade de Angra dos Reis.

Na comparação com março de 2016, houve um aumento de 36% da produção devido, principalmente, à entrada em produção do FPSO Cidade de Saquarema, na área de Lula Central, e do FPSO Cidade de Caraguatatuba, no campo de Lapa, além do aumento da produção do FPSO Cidade de Maricá, na área de Lula Alto, nesse período.

Produção de óleo e gás no exterior


Em março, a produção de petróleo nos campos do exterior foi de 66 mil bpd, volume 4% superior ao mês anterior. Esse desempenho resultou, principalmente, do retorno à produção após parada dos campos de Lucius e Hadrian South, nos EUA, ocorrida em fevereiro.

A produção de gás natural foi de 11,0 milhões de m³/d, 31% acima do volume produzido em fevereiro de 2017. Esse aumento foi decorrente da maior demanda de produção de gás na Bolívia e também da retomada da produção dos campos de Lucius e Hadrian South.


Contador de páginas