Nossa História

Viaje 50 anos no tempo e conheça a Petrobras

Este é um conteúdo alternativo.

Seu navegador não possui Flash Player e/ou suporte a Javascript.

Instalar o Adobe Flash Player

década de 1950

Nasce a Petrobras - 1953

A Petrobras é fundada no dia 3 de outubro, pelo então presidente Getúlio Vargas, com o objetivo de executar as atividades do setor petrolífero no Brasil em nome da União. "É, portanto, com satisfação e orgulho patriótico que hoje sancionei o texto de lei aprovado pelo poder legislativo, que constitui novo marco da nossa independência econômica", já previa ele, há mais de 50 anos.
A criação da Petrobras é resultado da campanha popular que começou em 1946, com o histórico slogan "O petróleo é nosso".
 

Topo

Concluída a instalação da Petrobras - 1954

A Petrobras foi criada em 1953, mas sua instalação só foi concluída em 54, ao herdar do Conselho Nacional de Petróleo duas refinarias, a de Mataripe (BA) e a de Cubatão (SP). Elas passam a ser os primeiros ativos (patrimônio) da empresa. Em 10 de maio deste ano, a empresa começa a operar, com uma produção de 2.663 barris, equivalente a 1,7% do consumo nacional. Neste ano, o petróleo e seus derivados já representam 54% do consumo de energia no país.
 

Topo

Com a cara do Brasil - 1958

O primeiro logotipo da Petrobras, criado por Luiz Pepe, correspondia aos anseios nacionalistas da época, relacionando a marca da companhia às cores e formas da bandeira nacional e representando o alto padrão tecnológico da empresa.
 

Topo

década de 1960

Desafios desde o início - 1960

Uma série de cartas escritas pelo geólogo norte-americano Walter K. Link, na época alto funcionário da Petrobras, fazia considerações sobre a geologia do petróleo no Brasil, reportando a impossibilidade de produção das nossas bacias terrestres. Uma reavaliação do potencial dessas bacias realizada na ocasião deu origem ao polêmico Relatório Link, que mostrava pessimismo em relação à maior parte delas.
O documento questionava a racionalidade do dispêndio de recursos em programas exploratórios audaciosos, mas insistia que tais conclusões estavam condicionadas pelo estágio tecnológico da geofísica, e que sua melhoria poderia transformar o quadro, especialmente na exploração marítima. Um outro fator com o qual o relatório não contava: a força da Petrobras em superar desafios.
 

Topo

Petrobras constrói sua primeira refinaria - 1961

Neste ano, é fundada a REDUC - Refinaria de Duque de Caxias - hoje a mais completa refinaria do Sistema Petrobras. Foi primeira a ser construída pela empresa, tendo em vista que as outras foram incorporadas.
Ela tem aproximadamente 13 km² e é responsável por cerca de 1,2 bilhões de reais por ano em impostos pagos ao governo. Produz óleos básicos para lubrificantes, diesel, gasolina, GLP, nafta, querosene de aviação, parafinas, óleo combustível, aguarrás entre outros.
 

Topo

Uma nova abordagem exploratória - 1961

Coube aos técnicos brasileiros começar a definir os novos caminhos da exploração petrolífera no Brasil. Os resultados de uma nova abordagem exploratória, que contou com a disposição efetiva dos técnicos em contradizer o veredicto do Relatório Link, apresentou de início resultados positivos, com a descoberta de vários campos produtores no Recôncavo e do campo de Carmópolis, em Sergipe (1963), que pela primeira vez abria perspectivas de produção fora da Bahia.
 

Topo

Do Poço ao Posto - 1961

A gigante lança-se ao mar. Em 1961, a Petrobras dá início à procura de petróleo na plataforma continental, em uma faixa que vai do Espírito Santo ao Maranhão (plataforma continental é a porção dos fundos marinhos pouco profunda - até 200m - localizada nas margens de um continente ou plataforma continental é a orla dos continentes banhada pelos mares, onde a água é pouco profunda - até 200m) . Neste mesmo ano, foi inaugurado o primeiro posto de abastecimento da Petrobras, em Brasília.
Ainda em 1961, a empresa atingiu um de seus principais objetivos: a autossuficiência na produção dos principais derivados, graças ao início do funcionamento da Refinaria Duque de Caxias.
 

Topo

O maior centro de pesquisas da América Latina - 1968

É criado o Cenpes (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento), com o objetivo de atender às demandas tecnológicas, que são base para a consolidação e a expansão da Petrobras no cenário da energia mundial. Após receber os maiores prêmios do setor petrolífero mundial, o Cenpes consolidou-se como o maior centro de pesquisas da América Latina. Além disso, as tecnologias desenvolvidas no Cenpes fazem da Petrobras a empresa que mais gera patentes no Brasil e no exterior.
 

Topo

O início da história do setor petroquímico brasileiro - 1967

É constituída a subsidiária Petrobras Química S.A (Petroquisa), para articular a ação dos setores estatal e privado na implantação da indústria petroquímica no país. A implantação de uma indústria transformadora de nafta em eteno, vislumbrada tanto por empresários do setor de refino de petróleo quanto pelo governo, marca o início da história do setor petroquímico brasileiro.
 

Topo

Petrobras se lança ao mar - 1968

A primeira descoberta de petróleo no mar foi em Sergipe, no Campo de Guaricema, a 80 metros de profundidade, comprovando a existência de petróleo na plataforma continental. Deu-se início a tradição de batizar com nomes de animais aquáticos as descobertas em alto-mar. Neste mesmo ano, entra em operação a primeira plataforma de perfuração de petróleo construída no Brasil (nomeada como P-1). Numa época de petróleo importado a baixo custo - cerca de US$ 3 por barril -, investir no desenvolvimento de Guaricema foi uma decisão estratégica da Petrobras: era necessário que os técnicos brasileiros aprendessem a trabalhar no mar.
 

Topo

década de 1970

Criação da Petrobras Distribuidora - 1971

No ínicio dos anos 70, o Produto Interno Bruto (PIB) crescia a taxas superiores a 10% ao ano, impulsionando o consumo de derivados. Como responsável pelo abastecimento nacional, a Petrobras viu-se diante da necessidade de investir no aumento da capacidade de refino.
Com a missão de contribuir para o desenvolvimento do país, comercializando, distribuindo e industrializando derivados de petróleo e outros produtos, em 1971, a Petrobras cria, então, a subsidiária Petrobras Distribuidora. A empresa era responsável por 21% do mercado. Em 1975, se tornou líder no segmento de distribuição de derivados de petróleo - posição que nunca mais perdeu.
 

Topo

A crise do petróleo - 1973

No início dos anos 70, os membros da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP) elevaram substancialmente os preços internacionais, provocando o chamado Choque do Petróleo. Com isso, o mercado tornou-se conturbado e marcado por incertezas, não apenas quanto aos preços, como também quanto à garantia do suprimento. Como importante cliente das companhias estatais dos países da OPEP, com as quais manteve bom relacionamento ao longo dos anos, a Petrobras conseguiu manter o abastecimento do mercado brasileiro.
Para superar as dificuldades, o governo adotou medidas econômicas, algumas diretamente ligadas às atividades da Petrobras, como a redução do consumo de derivados e o aumento da oferta interna de petróleo. Um exemplo foi o incentivo ao uso do álcool carburante como combustível automotivo, com a criação do Programa Nacional do Álcool. Passou a ser dada prioridade aos investimentos em exploração no mar e produção, ocasionando aumento da produção do petróleo nacional, que passou a ocupar espaço cada vez maior na carga das refinarias.
Nesse momento de crise, no qual o preço do petróleo estava alto, a melhor alternativa foi continuar investindo na exploração do mar. Ao aumentar a produção nacional, o Brasil dependeria menos de importar um produto caríssimo, conseguindo também, aumentar suas reservas, o que tornaria possível aumentar suas exportações.
 

Topo

Os lubrificantes mais avançados do mundo - 1973

No início da década de 70, a Petrobras decidiu produzir óleos lubrificantes para suprir sua própria necessidade. A linha de lubrificantes da Petrobras chegou ao mercado brasileiro em junho de 1973 e contava com a tecnologia mais avançada do mundo. O primeiro produto da linha automotiva foi o Lubrax MG1, para motores a gasolina. O lançamento dos produtos foi um marco no mercado brasileiro. Atualmente, a marca Lubrax ocupa a posição de líder em volume total de vendas no Brasil.
 

Topo

A maior província petrolífera do Brasil - 1974

Neste ano, foi descoberta a Bacia de Campos - situada na costa norte do estado do Rio de Janeiro, estendendo-se até o sul de Espírito Santo. Possui aproximadamente 100 mil quilômetros quadrados. Ela se torna maior província petrolífera do Brasil, responsável por mais de 80% da produção nacional do petróleo. Perfurado pela primeira vez em 1976, a uma lâmina d'água de 100 metros. A exploração comercial iniciou em 1977, com o campo de Enchova, com uma produção de 10 mil barris por dia em uma plataforma flutuante.
Nos anos seguintes, sucessivas descobertas deslocaram as atenções e os investimentos para a Bacia de Campos. Após a descoberta do Campo de Garoupa, a Petrobras ainda descobriria, no ano seguinte, os campos de Pargo, Namorado e Badejo - e em 1977 os campos de Bonito, Cherne e Pampo.
 

Topo

O princípio e o futuro dos biocombustíveis - 1975

A Petrobras tem atuação fundamental no abastecimento e distribuição do etanol. O Pró-Álcool ou Programa Nacional do Álcool é criado para substituição em larga escala dos combustíveis veiculares derivados de petróleo por biocombustíveis, devido à crise do petróleo.
A substituição de gasolina por álcool etílico - produzido através da cana-de-açúcar e mandioca entre outros insumos - gerou 10 milhões de automóveis consumidores de gasolina a menos rodando no Brasil, diminuindo a dependência do país ao petróleo importado.
 

Topo

A expansão da linha Lubrax - 1976

Neste ano, a linha Lubrax lança mais de cem produtos com diversas aplicações na área automotiva, na indústria, na aviação, no setor ferroviário e marítimo. Neste mesmo ano, é criada a Engenharia Básica da Petrobras, integrada à área de Pesquisa e Desenvolvimento, no Cenpes.
 

Topo

Preocupação com o Meio Ambiente - 1978

Preocupada com a preservação do meio ambiente, a Petrobras apresenta programas de controle de emissão de gás, reflorestamento em larga escala e treinamento de combate a emergências. Ao mesmo tempo em que a empresa alça o Brasil a produtor mundial, foca-se na ecologia.
Um bom exemplo é o teste feito com pipocas, que são lançadas ao mar para simular o trajeto que o óleo poderia percorrer em caso de vazamento real (veja as fotos e o vídeo). Desta forma, é possível testar as condições de conservação e manutenção dos equipamentos de combate a emergências e avaliar a preparação da equipe.
Destaque também para a participação da companhia num projeto do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, que resultou na construção do primeiro Centro de Combate à Poluição do Mar no país e na importação de equipamentos para o combate a poluição do mar por óleo.

Topo

década de 1980

Projetos culturais que marcaram época - 1982

Patrocínio ao projeto "Seis e meia", que mudou a rotina do trabalhador carioca. Com apresentações diárias no Teatro João Caetano, no centro do Rio de Janeiro, levou a quem saía do trabalho, todo fim de tarde, o melhor da Música Popular Brasileira.
 

Topo

A vida marinha na Petrobras - 1983

A imersão nos mares do país levou a Petrobras a cuidar mais intensamente da biodiversidade marinha, investindo em importantes projetos como o Tamar (tartarugas-marinhas), Baleia Franca, Jubarte, Golfinho Rotador e Peixe-Boi. Para a Companhia, é muito importante preservar a fauna dos locais onde são desenvolvidas atividades petrolíferas. No caso dos animais acima, o apoio da Petrobras foi essencial para a garantia da sobrevivência dessas espécies, que estavam ameaçadas de extinção.
 

Topo

Preocupação com as comunidades onde atua - 1983

A preocupação da Petrobras com as comunidades onde exerce suas atividades se traduz em investimentos para melhorar a qualidade de vida de quem mora nas regiões onde atua.
O Programa da Criança é um projeto de longo alcance que, desde 1983, investe na complementação educacional de meninos e meninas carentes de idades entre 7 e 14 anos. Promove atividades esportivas, artísticas, recreativas, além de ministrar noções de saúde e higiene.
 

Topo

Descoberta de campos gigantes em águas profundas - 1984

Em novembro, o Campo de Albacora foi descoberto na Bacia de Campos, provando a existência de campos gigantes a grandes profundidades no Brasil, marcando a história da empresa em exploração em águas profundas, nunca antes exploradas.
 

Topo

Desenvolvimento da bomba T - 1985

Primeiras bombas eletrônicas (bombas "T") do mercado. Design premiado e escolhido pelo Museu de Arte Moderna de Nova York para integrar sua coleção permanente de obras-primas do design moderno.
 

Topo

Descoberta do Campo de Marlim, na Bacia de Campos - 1985

O campo de Marlim foi descoberto em janeiro de 1985. Está localizado na Bacia de Campos, distante aproximadamente 110km do litoral do Rio de Janeiro. Nesse ano, o país já produzia metade do petróleo que consumia, muito acima dos 14% registrados em 1979. Ainda que situado em lâminas de água jamais exploradas, apontava, pelo volume de reservas, para a autossuficiência e para novos horizontes exploratórios em toda a plataforma continental.
 

Topo

Há petróleo na Amazônia - 1986

Em terra, boas notícias chegavam da Amazônia. Entrava em operação o Campo de Urucu, situado na Bacia do Rio Solimões. Um marco histórico das atividades da Petrobras na região. A descoberta respondeu a uma antiga indagação, mostrando, afinal, que havia petróleo comercial, de excelente qualidade, e associado ao gás, na Amazônia.
Em 1988, entra em produção o campo de Rio Urucu, no Alto Amazonas, descoberto dois anos antes. A Petrobras se antecipa à Lei e retira totalmente o chumbo tetraetila da gasolina.
 

Topo

Pioneirismo em águas profundas - 1986

A empresa, que até então comprava tecnologia, se viu diante do desafio de produzir petróleo a 400 metros de profundidade. Após pesquisar no mercado e descobrir que não havia tecnologia disponível para essa profundidade e tendo a necessidade de aumentar as reservas do país, a empresa decidiu investir no desenvolvimento de novas tecnologias. Foi criado, então o Procap - Programa de Capacitação Tecnológica em Águas Profundas. Era um projeto extremamente ambicioso pois, na época, a Petrobras explorava petróleo na faixa dos 150 metros e já tinha planos para os 1.000 metros. Foi um sucesso e a empresa é, atualmente, líder mundial na área.
 

Topo

Orquesta Petrobras Sinfônica - 1987

Criada em 1987, a Orquestra Petrobras Sinfônica é hoje um dos mais importantes grupos latino-americanos de música de concerto. De uma média de 12 apresentações anuais em seus primeiros anos, hoje realiza mais de 50 concertos em cada temporada.
A orquestra realiza concertos de primeiro nível, com grandes solistas. Também tem como missão levar a música clássica às camadas da população sem acesso a essa manifestação cultural, através de concertos em igrejas, na comunidade próxima, em favelas e escolas, além de produzir séries de câmara.
 

Topo

década de 1990

O Oscar da indústria petrolífera - 1991

A Petrobras inicia a década sendo indicada pela Offshore Technology Conference para receber o OTC Distinguished Achievement Award, o maior prêmio do setor petrolífero mundial, em reconhecimento à sua notável contribuição para o avanço da tecnologia de produção em águas profundas.
 

Topo

Novo reconhecimento mundial - 1992

Petrobras ganha novamente o OTC Distinguished Achievement Award, prêmio máximo em tecnologia conferido na Offshore Technology Conference, em Houston, nos Estados Unidos, como a empresa que mais contribuiu para o desenvolvimento tecnológico da indústria offshore.
 

Topo

Retomada do cinema nacional - 1994

O patrocínio ao filme "Carlota Joaquina", de Carla Camurati, marca a retomada do cinema brasileiro e o início de uma parceria duradoura com a Petrobras. De lá pra cá, apoiamos a realização de centenas de filmes, entre longas-metragens, curtas-metragens e filmes em mídia digital.
 

Topo

Quebra do Monopólio - 1997

Termina o monopólio estatal do petróleo, por meio da Emenda Constitucional nº 9, de 9 de novembro. A Companhia se torna uma das maiores empresas de petróleo do mundo.
 

Topo

Gasolina para a Fórmula 1 - 1998

Assinatura de convênio tecnológico com a WilliamsF1 Team, que terminou em 2008. Início do fornecimento de gasolina para a equipe Williams de Fórmula 1, comprovando a excelência tecnológica da Petrobras nesse combustível. A Companhia passa a desenvolver nas pistas a gasolina que é usada nas ruas. As imagens resgatam um pouco dessa história de sucesso.
 

Topo

década de 2000

O gás vira eletricidade - 2000

Para ajudar o Brasil a vencer a crise do "apagão energético", a Petrobras compra participações em diversas termelétricas, que transformam o gás em energia elétrica. É uma estratégia eficiente para diversificação e ampliação da matriz energética brasileira. A termelétrica da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), na Bahia, é a primeira usina com participação da Petrobras a entrar em operação.
 

Topo

A busca da excelência em Segurança, Meio Ambiente e Saúde - 2001

O Programa de Excelência em Gerência Ambiental e Segurança Operacional - Pegaso - foi criado para realizar estudos de impacto ambiental e desenvolver técnicas de prevenção de acidentes e de socorro imediato na indústria petrolífera. Após os acidentes na Baía de Guanabara e na plataforma P-36, a Petrobras decidiu investir fortemente para elevar todas as suas atividades a patamares de excelência em relação aos valores ambientais e de segurança operacional. O Pegaso se tornou o mais amplo e ousado projeto de política ambiental de toda a história da indústria no Brasil.
 

Topo

Gasolina Podium: alta tecnologia - 2002

A empresa lança um novo tipo de gasolina. O produto, batizado como gasolina Petrobras Podium, é o mesmo utilizado nas pistas da Fórmula 1. A Petrobras Podium é a gasolina mais avançada do mundo e apropriada para qualquer veículo a gasolina.
 

Topo

50 anos de Petrobras - 2003

Nos 50 anos da Petrobras, a produção de petróleo no Brasil e no exterior supera a marca de dois milhões de barris diários.
No mesmo ano, a empresa democratizou suas políticas de patrocínio, dando oportunidade a todos através das Seleções Públicas de projetos culturais, ambientais e sociais.
 

Topo

Energias renováveis - 2004

Inaugurada a primeira usina eólica da Petrobras, em escala piloto, na cidade de Macau, no Rio Grande do Norte.
 

Topo

Em águas ultraprofundas - 2005

Petrobras bate o recorde brasileiro de profundidade de perfuração, com um poço inclinado que chegou a 6.915 metros além do fundo do mar. O poço foi perfurado na bacia de Santos, localizado a 200 km da costa sul da cidade do Rio de Janeiro.
 

Topo

Petrobras conquista a autossuficiência - 2006

Comemoramos a autossuficiência sustentável do Brasil na produção de petróleo e gás, com a entrada em operação das plataformas P-34 e P-50. Com produção média diária de 1,9 milhão de barris por dia, o país passou a exportar mais petróleo e derivados do que importar. É a realização de um sonho, que só foi possível graças ao esforço tecnológico e à dedicação de nossos empregados.
Desenvolvimento do H-Bio, um inovador processo de refino que utiliza uma parcela de óleo vegetal na produção do diesel convencional. Em setembro deste mesmo ano, ingressamos no seleto grupo de empresas que compõem o Índice Dow Jones Mundial de Sustentabilidade (DJSI), o mais importante do setor no mundo.
 

Topo

Complexo Petroquímico - 2007

No mesmo ano, em conjunto com o Grupo Ultra e o BNDES, desenvolvemos um estudo para implantação do Complexo Petroquímico, no município de Itaboraí, no Rio de Janeiro. Com investimentos previstos em torno de US$ 8,38 bilhões, o Comperj tem como principal objetivo aumentar a produção nacional de produtos petroquímicos, com o processamento de cerca de 150 mil barris/dia de óleo pesado nacional.
 

Topo

Nova Era de Energia - 2007

Anunciamos a descoberta da área de Tupi, na Bacia de Santos, com grande concentração de petróleo e gás em seções de pré-sal. A nova fronteira poderá aumentar em 50% as reservas de óleo e gás no país. A quantidade de petróleo encontrado é tão significativa que colocará a Petrobras e o Brasil num novo cenário da indústria mundial do setor.
Também é destaque a entrada em operação da primeira planta piloto de bioetanol (etanol de lignocelulose) do Brasil pela via enzimática. Esta planta coloca a Companhia na vanguarda dos biocombustíveis de 2ª geração, aqueles fabricados a partir de resíduos agroindustriais.
 

Topo

Pan-Americano - 2007

Para contribuir para o crescimento do esporte nacional, participamos como maior patrocinadora do esporte brasileiro durante os Jogos Pan-Americanos do Rio, realizados em julho deste ano.
 

Topo

Biocombustíveis - 2008

É criada a empresa Petrobras Biocombustível, subsidiária responsável pelo desenvolvimento de projetos de produção e gestão de etanol e biodiesel.
 

Topo

Início da produção no pré-sal - 2009

Em 1º de maio, tem início a produção de petróleo na área de Tupi. As jazidas do pré-sal podem mudar o perfil das reservas da Companhia, que em sua maior parte é de petróleo pesado, reduzindo a importação de óleo leve e gás natural.
 

Topo

década de 2010

Pré-sal a todo vapor - 2010

Estima-se que a produção de petróleo em Tupi chegará a 100 mil barris/dia.
 

Topo

Comercialidade de Áreas no Pré-sal - 2010

Após executarmos o Programa de Avaliação Exploratória, efetuamos a Declaração de Comercialidade das acumulações de petróleo de boa qualidade e gás nas áreas de Tupi e Iracema. Os volumes recuperáveis totais destes campos, informados ao órgão regulador, são de 8,3 bilhões de barris de óleo equivalente (boe). O sucesso exploratório obtido na área representa o elevado potencial do Pré-Sal que já começa a contribuir para o crescimento da curva de produção e das reservas de petróleo e gás.
 

Topo

Capitalização - 2010

Realizamos a maior operação de aumento de capital na história mundial. A capitalização da Petrobras nos levou do quarto para o segundo lugar entre as empresas de petróleo de capital aberto: em 23 de setembro de 2010, atingimos US$ 223,2 bilhões em valor de mercado. Antes da oferta, o valor de mercado da Petrobras era de US$ 147 bilhões.
 

Topo

3ª Empresa de Energia - 2011

Avançamos mais uma posição e passamos do quarto para o terceiro lugar no ranking PFC Energy 50, que lista as maiores empresas de energia do mundo em valor de mercado. Completamos dezembro de 2010 com US$ 228,9 bilhões. A consultoria PFC Energy destacou a nossa constante ascensão. Passamos de 27º lugar, na primeira edição do ranking em 1999, para a terceira colocação em pouco mais de uma década.
 

Topo

Novas energias - 2013

A previsão é de que a produção de biodiesel no Brasil seja de 640 milhões de litros. Para o segmento de etanol, a meta é atingir, em parceria, a produção de 1,9 bilhão de litros neste ano, voltada para o mercado externo; e 1,8 bilhão de litros para o mercado interno.
 

Topo

Contador de páginas